Tempo Perdido



O garoto de olhos não mais tão brilhantes sorriu entrando no karaokê com os amigos, odiava barulho e muita gente junta para cantar algo desafinado; mas como eles queriam e insistiram para que fosse junto, o jovem apenas assentiu.

Não entendia como as pessoas gostavam de passar seu tempo ali, ele mesmo odiava aquilo; afastou os pensamentos de sua cabeça deixando a bateria tocar o ritmo de Tempo Perdido da Legião Urbana.

"Tão jovens, tão jovens, tão joveens para sofrer não?" perguntou ele a si mesmo

Sentaram-se todos numa mesa longe do som alto do karaokê, minutos depois enquanto o jovem devaneava em suas tristes lembranças um outro grupo de amigos apareceu.
Uma jovem moça fechava a cara cansada, virava os olhos quando perguntavam como estava... ela realmente parecia triste, sentou do lado do garoto ouvindo alguma coisa nos fones de ouvido.

O garoto dos sonhos maiores que seu coração procurou sorrir e tirou um dos fones dela, a jovem de pulsos magros olhou-o intrigada, seu cabelo estava preso em um coque folgado e ela usava uma maquiagem pesada como se fosse uma gótica de primeira.
- Como vai a música? - perguntou ele
Ela sorriu sarcástica.
- Querendo desaparecer. - sua voz parecia arranhada
- Aerosmith?
- How to Desappear Completely- ela sussurrou incomodada
- Entendo-te. - ele sorriu mostrando um pulso, ele havia tentado falhamente se cortar.

A jovem de olhos atentos respirou fundo entendendo completamente o jovem, tirou os fones e desligou o telefone fazendo a música desaparecer como queria.
Contentou-se em conversar com o jovem que gostava de música, contou a ele que gostava dos Beatles, do Caetano Veloso e de Noel Gallagher's; intitulava-se a "Hey Jude" e a amiga do "Ziggy Stardust".
Resultado de imagem para paperback writer tumblr- Uau! Ziggy Stardust, então deixe eu te mostrar uma coisa. - ele sorriu animado pegando o celular no bolso e mostrando uma fanart do Ziggy com seu gato do Japão.
Ela sorriu animada, parecia que seu semblante havia mudado em segundos.
- Gostou?
- Com certeza.

Eles sorriram e continuaram a conversar, o jovem de sonhos maiores que o coração amava os Beatles, o Daft Punk e se amarrava no som do Ed Sherran. Era uma mistura maluca de Luck Skywalker e Spock; era contraditório como o C3-PO.
Ela riu quando ele contou que ouvia música sul coreana e que tocava-a no violão, arqueando as sobrancelhas ele prometou tocar uma vez para ela.
Eles riram muito naquela noite, nem parecia que minutos antes ambos queriam desaparecer completamente.

- Então, você é a amiga do Ziggy Stardust?? - ele sorriu
Resultado de imagem para sabre de luz star wars png
Numa galáxia muito distante. 
- Com toda certeza meu senhor. - ela sorriu sem perceber que ambos amigos olhavam-na com surpresa- E o senhor é amigo...?
- Paul MCCartiney minha senhora, ao seu dispor. - ele riu - Também me considero amigo do BB8 e sou como uma arma.
- Arma?
- Claramente.
- Por?
- Descobrirá quando me ouvir cantando Noel Gallagher's.

Os amigos destes dois seres humanos fora do comum sorriam animados com o andamento da conversa, pareciam loucos trocando referências, então o jovem que odiava karaokê levantou-se e pegou um microfone anunciando a jovem do Ziggy Stardust.
Deixou por conta do sistema aleatório do karaokê a música, ela pegou o microfone trêmula mas feliz.

- Essa música- ele disse sorrindo iluminado- é para a garota amiga do E.T, talvez não seja normal mas com toda certeza posso considera-la de Galway.

Bateram palmas enquanto o ritmo animado dos instrumentos seguiam o ritmo de toda a música, o jovem começou a cantar o "rap" do Ed com tanta facilidade que até parecia um britânico.
As palmas seguiam a música de forma singela, no refrão a garota entrou tímida mas ao pouco soltou a voz cantando junto com o garoto.

But she fell in love with a English man.
Galway Girl, ma ma ma ma. 

Todo o ritmo contagiou os grupos que levantaram e começaram a cantar juntos e a dançar, os dois jovens de coração partido sentiram um choque quando se tocaram, a música chegou ao fim e logo em seguida começou outra tão animada quanto.

- E na vitrola Whisky a Go Go! - gritou a menina rindo alto

Aquela noite foi uma noite de bagunça para ambos, eles cantaram e dançaram como nunca antes e pareciam loucos para terminar a conversa sobre quem era melhor: Darth Vader ou Luck Skywalker.
Pareciam dois geeks discutindo sobre Big Bang Theory, ou dois loucos discutindo sobre os moinhos de vento que eram gigantes com braços de duas milhas.

Os amigos de ambos chegaram a conclusão de que eles veriam-se novamente, e que para isso acontecer o tempo não precisava passar devagar; eles iam mais rápido.

Para ambos o fogo era uma chama que arde sem se ver, e que não havia mais tempo a perder.

Tiffany



Comentários

  1. Muito bom Tiffany, nossa que viagem... gostei bastante! parabéns flor! Gostaria de escrever um texto beeeem maior para relatar o quanto gostei,mas tu sabe né? rsrs não sou tão bom em textos. rsrs Bjos! até.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh! Muito obrigada! rsrs Entendo-te sim, não precisa se preocupar rsrs.
      Obrigada pelo comentário, fico bem feliz.

      Respeitosamente;
      Tiffany

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

1 Coríntios 13

Amor do Pai

Universos que criamos.